VI Seminário Nacional Estado e Educação acontece nos dias 24 e 25 de setembro

Atualizado em 22 de Setembro de 2021 às 18h16

O ANDES-SN realizará, nos dias 24 e 25 de setembro, o VI Seminário Nacional Estado e Educação. O encontro terá como tema “A contrarreforma da educação brasileira em tempos de pandemia” e ocorrerá em formato virtual, devido a pandemia da Covid-19.

Organizado pelo Grupo de Trabalho de Política Educacional (GTPE) do Sindicato Nacional, a atividade tem início na sexta-feira (24), às 18h, com a mesa de abertura seguida de uma atividade cultural. Logo depois, Rivânia Moura, presidenta do ANDES-SN, Roberto Leher, professor e ex-reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) compõem a mesa “A contrarreforma da educação brasileira em tempos de pandemia”.

No sábado (25), as atividades retornam no início da tarde com a exibição de um vídeo e, depois, a realização da mesa “Trabalho na educação básica e no ensino superior: Ensino Remoto, retirada de direitos e precarização do trabalho docente, assédio moral e adoecimento”, com as docentes Eblin Farage, da Universidade Federal Fluminense (UFF), e Renata Flores, da UFRJ.

A última mesa “Financiamento público e cortes de verbas para educação, ciência e tecnologia”, contará com a presença dos professores José Menezes Gomes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e Emerson Duarte Monte da Universidade do Estado do Pará (Uepa).

Elizabeth Barbosa, diretora do Sindicato Nacional e da coordenação do GTPE, considera que o Seminário Nacional Estado e Educação é uma das atividades mais importantes da entidade, que contou, nas edições anteriores, com ampla participação da categoria.  Segundo ela, a 6ª edição estava prevista para ocorrer no final de março de 2020, na Universidade Federal de Grande Dourados (UFGD). No entanto, devido a pandemia, a atividade foi suspensa. 

A diretora, que também é 1ª vice-presidenta da Regional Rio de Janeiro do ANDES-SN, explica que a temática central prevista para o evento em 2020 já contemplava a contrarreforma da educação brasileira.  Mas a programação foi adequada na perspectiva de incluir o impacto da pandemia de covid-19.

“A temática já era essa e já contemplava essa demanda tão importante que é a contrarreforma da educação brasileira que está em curso. Relacionamos a temática com esse momento de crise sanitária mundial da pandemia, que tanto nos atacou em termos de contrarreforma da educação. Esse momento acirrou mais ainda a nossa precarização de trabalho e o desmonte da educação pública. Vamos realizar esse seminário com mesas que discutam essas questões”, complementa.

Os debates devem abordar os ataques à educação básica e superior, o ensino remoto, as condições de trabalho, além da precarização, assedio moral e adoecimento a que estão expostos as e os docentes. Elizabeth destaca que a última mesa tratará do financiamento público e do corte de verbas para educação pública, ciência e tecnologia, questões diretamente relacionadas à contrarreforma da Educação Pública e que são temas da campanha que o ANDES-SN lançará nesta quinta (23), com o mote “Defender a educação pública, essa é a nossa escolha para o Brasil”.

“É muito importante que as e os docentes participem desse seminário. É um espaço de debate que nos ajuda a atualizar a leitura sobre todos os ataques que estamos sofrendo e que nos municia de ferramentas e estratégias para continuarmos a luta em defesa da educação pública. Por isso, é fundamental que as seções sindicais mobilizem suas bases para estarem conosco nesses dois dias”, conclama.

Participação
As seções sindicais podem informar os dados das e dos seus representantes, sem limite de indicações, até dia 24 de setembro de 2021, às 12h, mediante o preenchimento de um formulário disponível na Circular 350/21.

Confira a programação:
Dia 24 de setembro de 2021 (sexta-feira)
18h - Mesa de Abertura
18h10 - Atividade cultural
18h40 às 21h - Mesa 1: “A contrarreforma da educação brasileira em tempos de pandemia”. Debatedore(a)s: Rivânia Moura (ANDES-SN) e Roberto Leher (UFRJ).
 
Dia 25 de setembro de 2021 (sábado)
14h - Abertura e exibição de vídeo
14h05 às 15h55 - Mesa 2: “Trabalho na educação básica e no ensino superior: Ensino Remoto, retirada de direitos e precarização do trabalho docente, assédio moral e adoecimento”. Debatedoras: Eblin Farage (UFF) e Renata Flores (UFRJ)
16h às 18h - Mesa 3: “Financiamento público e cortes de verbas para educação, ciência e tecnologia”. Debatedores: José Menezes Gomes (Ufal) e Emerson Duarte Monte (Uepa).

Leia também:
ANDES-SN lança campanha em defesa da Educação Pública com show-live de Duda Beat

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS